Call Center

Salvador e Região Metropolitana (71) 3345 8200
Feira de Santana 4020 8880
Alagoinhas 0800 071 8200
Seg à Sex - 6h às 19h Sábado - 6h às 17h

Blog

Notícias

Flexibilização do jejum para avaliação do perfil lipídico

02 de março0 Comentários

 

O jejum de 12 horas não é mais obrigatório para a maioria dos exames de sangue.  A recomendação é do Consenso Brasileiro para a Normatização da Determinação Laboratorial do Perfil Lipídico e dispensa a necessidade de jejum para os exames de Colesterol Total (CT), LDL‐C, HDL‐C, não‐HDL‐ C e Triglicérides (TG).

O documento, que foi elaborado pelas Sociedades Brasileiras de Cardiologia (SBC), Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML), de Análises Clínica (SBAC), de Diabetes (SBD) e de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), considera o avanço dos métodos de diagnósticos e pondera que a ingestão de alimento, sem excesso de gordura, causa baixa ou nenhuma interferência no resultados das análises de perfil lipídico. Há casos específicos em que o jejum é necessário. Nessas situações, a não obrigatoriedade deverá ser avaliada pelo médico que acompanha o paciente. A flexibilização já é realizada nos Estados Unidos, Canadá e em alguns países da Europa.

 

Comodidade

A prática confere mais comodidade e conforto ao paciente, que pode colher o exame no horário mais conveniente, inclusive logo após a consulta médica. Além disso, a flexibilização diminui o risco de hipoglicemia em pacientes diabéticos e complicações em idosos e crianças. A Normatização ainda traz recomendações sobre fórmulas e dosagem de LDL-C; para o atendimento do paciente no laboratório clínico; e de modelo do laudo laboratorial.

 

Confira o tempo de jejum no Labchecap

No Labchecap – Laboratório e Imagem, a flexibilização já é utilizada para o hemograma, tempo de protombina, velocidade de hemossedimentação (VHS) dentre outros. Para o perfil lipídico, os exames definidos que podem ser feitos sem jejum são triglicérides, colesterol total e frações.

O jejum continua sendo necessário para glicemia (jejum de 8 horas) e para alguns exames com particularidades dos segmentos de hormônio e imunologia no intuito de diminuir possíveis  interferências nas metodologias utilizadas.

 

Entenda as novas referências e leitura dos resultados conforme a Norma

A coleta de amostra para o perfil lipídico pode ser feita sem jejum, mas a informação precisa constar no laudo. Essa mudança se deu porque as divergências observadas entre as frações lipídicas no jejum e no estado pós-prandial foram consideradas de pouco impacto para a maior parte dos indivíduos. Além disso, a condição pós-prandial é mais predominante durante a rotina de cada pessoa, ao contrário do jejum prolongado.  A exceção seria a avaliação para níveis de triglicérides (TG) com concentrações superiores a 440 mg/dL. Nesses casos, o médico deve avaliar a necessidade de uma recoleta, sendo o responsável por encaminhar o paciente para realizar um novo exame de TG com 12 horas de jejum, como recomendado pelo laboratório.

A Fórmula de Friedewald, que até então era utilizada para o cálculo da fração LDL, deve ser substituída pela Fórmula de Martin. O fator cinco aplicado à relação TG/VLDL-C (Very Low Density Cholesterol) não é constante ao longo das concentrações de triglicérides e colesterol não-HDL (High Density Cholesterol). A fórmula de Martin permite a correção da relação TG/VLDL-C customizada para vários estratos pré-definidos de concentração de TG, permitindo maior acurácia analítica ao cálculo da fração LDL-C (Low Density Cholesterol).

Houve simplificação dos intervalos de referência para colesterol total, HDL-C e TG, que agora apresentam apenas a faixa “desejável”. Uma substancial mudança encontra-se nos intervalos de referência para as frações LDL-C e colesterol não-HDL. Essas frações não vão mais exibir valores de referência para a população saudável. Seus valores representam alvo terapêutico a ser atingido com o tratamento hipolipemiante instituído pelo médico, levando em consideração a estimativa do risco cardiovascular calculado para cada paciente. Dessa forma, esses valores serão considerados exclusivamente para os pacientes em tratamento. A fração VLDL-C não possui mais intervalo de referência. O intervalo de referência para a coleta sem jejum para todos os testes será discriminado pelo laboratório.

Confira a tabela:

 

Você também pode ser interessar por:

Sem categoria

Labchecap abraça campanha de conscientização pelo Outubro Rosa

10 de outubro0 Comentários

O Labchecap lançou campanha de conscientização pelo Outubro Rosa, um movimento que visa à orientação e reforço à importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Neste ano, a campanha fala da importância do cuidado, reforçando que a atenção à saúde deve ser contínua. O movimento Outubro Rosa é uma bandeira do Labchecap.

Outubro Rosa Labchecap: atenção para todas as fases da vida

O Labchecap realiza exames laboratoriais e de imagem que contribuem para a detecção de qualquer alteração do tecido mamário que necessite de acompanhamento médico. O paciente que deseja fazer seus exames de rotina no Labchecap tem à disposição a unidade Paulo VI, que realiza ultrassonografia e mamografia, e a unidade Cabula, que possui agenda disponível para exames de ultrassonografia. O agendamento pode ser realizado pela central de atendimento do Labchecap, através do número (71) 3345-8200.

Fazer exames regulares é fundamental para o diagnóstico precoce do câncer de mama.  Quanto mais cedo forem detectadas alterações, maiores as chances de cura.

Sem categoria

Labchecap realiza exames toxicológicos para renovação da carteira de habilitação

01 de outubro0 Comentários

O Labchecap – Laboratório e Imagem realiza exames toxicológicos para renovação da carteira de habilitação.

A empresa é credenciada pela Psychemedics Brasil e realiza o exame em 14 unidades. Além da cidade de Salvador, o teste poderá ser realizado nas cidades de Feira de Santana e Alagoinhas.

Os atendimentos para esse tipo de teste acontecerão a partir das 10h da manhã e não precisam de marcação prévia. No ato do exame, será necessária a apresentação da guia de encaminhamento disponibilizada pela Psychemedics Brasil.

O exame toxicológico é obrigatório para emissão e renovação da CNH nas categorias C,D ou E. O exame não exige preparação e é feito a partir da análise do cabelo ou pelos. É rápido e indolor.

 Unidades Labchecap que realizam exame toxicológico para renovação da habilitação

Barra, Cabula, Caminho das Árvores, Costa Azul, Dom João VI, Imbuí, Itapuã, Patamares, Paulo VI, Pituba, São Rafael, Vilas do Atlântico, Feira de Santana e Alagoinhas

Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento através dos números (71) 3345 8200, 4020 8880 (Feira de Santana) e 0800 071 8200 (Alagoinhas) ou através do canal Fale Conosco, no site.

 

Responsável Técnico de Laboratório: Dr. Josemar Fonseca Silva – CRF 1290

Responsável Técnico de Imagem: Dr. Lucas da Gama Lobo – CRM 16202