Call Center

Salvador e Região Metropolitana (71) 3345 8200
Feira de Santana 4020 8880
Alagoinhas 0800 071 8200
Seg à Sex - 6h às 19h Sábado - 6h às 17h

Blog

Saúde

Meningite: conheça os sintomas, tratamento e formas de prevenção da doença

03 de setembro0 Comentários

A meningite é uma doença grave, que se caracteriza pela infecção das membranas que revestem a medula espinhal e o cérebro, atingindo o sistema nervoso central.   É causada por agentes infecciosos e pode acometer adultos e crianças.

O tipo mais comum da doença é o viral, mas também há ocorrência de meningites bacteriana (considerada mais grave) ou causada por fungos. O tratamento ocorre com a pessoa internada e pode variar com o agente etiológico.

A meningite é transmitida pelo contato entre as pessoas e pela via fecal-oral. Os principais sintomas da doença incluem febre, dor de cabeça, enjoos e vômito, rigidez de nuca, e em alguns casos pode ocorrer manchas vermelhas na pele e fotofobia.

Dados da meningite em 2018

Entre os meses de janeiro e junho de 2018, a Bahia registrou 159 casos da doença e 28 óbitos.  No mesmo período do ano passado, o estado notificou e 213 casos e 24 óbitos.

A vacinação é maneira mais segura de proteção contra a meningite

Algumas vacinas contra meningite fazem parte do calendário básico de vacinação do brasileiro. Elas são eficazes e garantem uma proteção prolongada.

Na rede pública, é disponibilizada a imunização para o meningococo do tipo C.  Já nas clínicas particulares, como o Seimi Labchecap, além do tipo C, há a vacina meningocócica contra o tipo B e a meningocócica conjugada ACWY, que protege contra os quatro grupos. Saiba a diferença entre elas:

Meningocócica C conjugada: pode ser administrada a partir do segundo mês de vida, com duas doses no primeiro ano, um reforço no segundo ano, entre 12 e 15 meses. É recomendada uma dose de reforço entre os 5 e 6 anos de idade e outra na adolescência.

Meningocócia B: pode ser administrada a partir do segundo mês de vida, com três doses no primeiro ano e uma dose reforço entre os 12 e 15 meses.  Em crianças,  adolescentes e adultos de até 50 anos que não foram vacinados antes é recomendada a aplicação de duas doses, com intervalor de um mês.

Meningocócica conjugada A,C,W,Y: utilizada a partir dos dois meses de vida, com esquema de duas doses e reforço entre 12 e 15 meses. Recomenda-se reforços aos 5 anos e 11 anos de idade. Para adolescentes e adultos, dose única, com um reforço após 5 anos da data de aplicação, considerando a situação epidemiológica do local.

 

Conte com o Seimi Labchecap para cuidar da sua saúde. Conheça a nossas unidades e escolha a mais próxima de você

Você também pode ser interessar por:

Sem categoria

Vacina BCG: conheça uma das primeiras vacinas da vida do bebê

05 de novembro0 Comentários

A BCG, junto com a Hepatite B, são as primeiras vacinas indicadas para o recém-nascido. Ela protege contra as formas graves da tuberculose, uma doença infectocontagiosa e muito frequente no Brasil.  É indicada para todas as crianças, que devem utilizá-la no primeiro mês de vida, de preferência ainda na maternidade.

Ela protege, em mais de 80%, contra as formas mais graves e disseminadas da doença, como a meningite tuberculosa e a tuberculose miliar.

A BCG é popularmente conhecida como a vacina da marquinha. É uma injeção intradérmica, aplicada no braço direito, que apresenta como resposta imunológica o aparecimento de uma reação no local de aplicação.  Essa reação, popularmente conhecida pela marquinha na pele, pode demorar até três meses para aparecer e  indica que a vacina foi capaz de estimular a imunidade na pessoa.

Quando a reação local não aparece é preciso consultar um profissional de saúde. Ele deverá verificar se houve uma resposta discreta – quando a marquinha é muito pequena – ou falha vacinal. Em alguns casos, pode ser necessária a aplicação de uma nova dose, conforme a orientação profissional.

Contraindicações

As contraindicações da vacina são muito raras e o pediatra vai informá-lo se o seu bebê apresentar alguma delas

Onde encontrar

A BCG integra o calendário básico de vacinação e pode ser encontrada no SUS e nas clínicas particulares, como o Seimi Labchecap,  que ainda oferece o serviço de atendimento domiciliar.

Conte com o Seimi Labchecap para cuidar da saúde do seu bebê. Vacina disponível nas unidades Seimi Labchecap. 

Sem categoria

Novembro Azul Labchecap: troque o preconceito pela prevenção

01 de novembro0 Comentários

O mês de novembro é dedicado à conscientização dos homens a respeito de doenças masculinas. O movimento Novembro Azul tem ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Neste ano, a campanha do Labchecap trata da importância da atenção à saúde.  Além da adoção de hábitos mais saudáveis, como a prática de atividade física e uma alimentação balanceada, é preciso criar a rotina de fazer visitas regulares ao médico, uma medida preventiva que contribui para a detecção precoce de doenças e, consequentemente, cura ou minimização dos agravos de saúde.

Para o Labchecap, a saúde do homem é um tema que precisa ser conversado.

Pacote Novembro Azul – agende agora 

Assim como aconteceu no Outubro Rosa, o Labchecap lançou um pacote especial de prevenção para os homens. O pacote Novembro Azul contempla 14 exames laboratoriais, em todas as unidades Labchecap

  • Hemograma
  • Glicemia
  • Colesterol Total e Frações
  • Triglicérides
  • TGO, TGP e GGT
  • Ácido Úrico
  • Sumário de Urina
  • PSA Total
  • Testosterona Total
  • TSH
  • T4 Livre

Além de exames laboratoriais, o Labchecap realiza exames de imagem que auxiliam no diagnóstico do câncer de próstata, como a ultrassonografia da próstata. Consulte o seu médico e conte com o Labchecap.  Agende aqui o seu exame de imagem. Labchecap. Mais do que perto, cuidando de você.

Para mais informações sobre os exames e os pacotes, os clientes devem entrar em contato com a Central de Atendimento pelo número (71) 3345-8200.

Responsável Técnico de Laboratório: Dr. Josemar Fonseca Silva – CRF 1290

Responsável Técnico de Imagem: Dr. Lucas da Gama Lobo – CRM 16202