Call Center

Salvador e Região Metropolitana (71) 3345 8200
Feira de Santana 4020 8880
Alagoinhas 0800 071 8200
Seg à Sex - 6h às 19h Sábado - 6h às 17h

Blog

Saúde

Imunização contra o Sarampo: quem deve se vacinar?

07 de agosto0 Comentários

A vacina contra o Sarampo é a medida mais eficaz de prevenção contra a doença. Prevista no calendário básico de vacinação do brasileiro, costuma ser administrada ainda na infância. Adultos que não foram imunizados adequadamente também devem se vacinar.

O calendário de vacinação contempla dois tipos de vacina contra o sarampo: a tríplice viral, que também protege contra a caxumba e rubéola; e a tetra viral, que ainda inclui a proteção contra a varicela (catapora).  Ambas são administradas por meio de uma injeção intradérmica.

A vacina deve ser administrada ainda na infância, em duas doses. A primeira aos 12 meses e a segunda aos 15 meses. Adolescentes e adultos de qualquer idade, que não tenham sido vacinados, também devem se imunizar.

Surto de sarampo

Neste período em que voltam a aparecer casos de sarampo no Brasil, uma doença que era considerada eliminada do país, o estado da Bahia está usando a estratégia de vacinar todas as crianças com idade inferior a cinco anos, independente de ter o registro da vacina ou não.  Crianças com idade a partir de cinco anos serão vacinadas se não tiverem comprovação da vacinação e adolescentes e adultos se não tiverem tido a doença e não tenham comprovação da utilização de duas doses acima de cinco anos.

As vacinas são disponibilizadas através do Sistema Único de Saúde e nas clínicas particulares, como o Seimi Labchecap, no entanto, os postos de saúde contemplam apenas as vacinas do tipo tríplice viral.  Já nas clínicas particulares, é possível encontrar, além da tríplice, a tetra viral, que também protege  contra a catapora e ajuda a reduzir o número de furadas.

É considerada protegida a pessoa que tomou as duas doses após um ano de vida, com intervalo de um mês. Se não tem comprovação de uso, é importante se vacinar.

Contra –indicações

A vacina contra sarampo não é indicada para gestantes, pessoas com comprometimento da imunidade por doença ou medicação; e pessoas alérgicas aos componentes da vacina.

Conte com o Seimi abchecap para cuidar da sua saúde. Conheça a nossa unidade e escolha a mais próxima de você

Você também pode ser interessar por:

Sem categoria

Labchecap promove evento em Feira de Santana

23 de novembro0 Comentários
Neste sábado, 24, das 8h às 13h, a população de Feira de Santana vai contar com um reforço para atenção à saúde. A Casa da Paz, na Avenida Getúlio Vargas, será palco do Sabadão Saúde, uma iniciativa que prevê a realização de exames gratuitos e a orientação sobre prevenção.

O Sabadão Saúde é uma iniciativa do Labchecap, em parceria com a Clínica Master Saúde, o Hospital Ortopédico e a Prefeitura Municipal de Feira de Santana.  Na ocasião, serão realizados exames de glicemia, aferição de pressão e aplicação da vacina contra a gripe.

Durante o evento, a população também poderá fazer o eletrocardiograma, um exame que avalia o ritmo do batimento cardíaco em repouso, e se animar com a presença o Robôlab. O evento Sabadão Saúde é aberto ao público.

Contamos com a sua presença!

Sem categoria

Vacina BCG: conheça uma das primeiras vacinas da vida do bebê

05 de novembro0 Comentários

A BCG, junto com a Hepatite B, são as primeiras vacinas indicadas para o recém-nascido. Ela protege contra as formas graves da tuberculose, uma doença infectocontagiosa e muito frequente no Brasil.  É indicada para todas as crianças, que devem utilizá-la no primeiro mês de vida, de preferência ainda na maternidade.

Ela protege, em mais de 80%, contra as formas mais graves e disseminadas da doença, como a meningite tuberculosa e a tuberculose miliar.

A BCG é popularmente conhecida como a vacina da marquinha. É uma injeção intradérmica, aplicada no braço direito, que apresenta como resposta imunológica o aparecimento de uma reação no local de aplicação.  Essa reação, popularmente conhecida pela marquinha na pele, pode demorar até três meses para aparecer e  indica que a vacina foi capaz de estimular a imunidade na pessoa.

Quando a reação local não aparece é preciso consultar um profissional de saúde. Ele deverá verificar se houve uma resposta discreta – quando a marquinha é muito pequena – ou falha vacinal. Em alguns casos, pode ser necessária a aplicação de uma nova dose, conforme a orientação profissional.

Contraindicações

As contraindicações da vacina são muito raras e o pediatra vai informá-lo se o seu bebê apresentar alguma delas

Onde encontrar

A BCG integra o calendário básico de vacinação e pode ser encontrada no SUS e nas clínicas particulares, como o Seimi Labchecap,  que ainda oferece o serviço de atendimento domiciliar.

Conte com o Seimi Labchecap para cuidar da saúde do seu bebê. Vacina disponível nas unidades Seimi Labchecap. 

Responsável Técnico de Laboratório: Dr. Josemar Fonseca Silva – CRF 1290

Responsável Técnico de Imagem: Dr. Lucas da Gama Lobo – CRM 16202