Call Center

(71) 3345 8200
Seg à Sex - 6:30h às 19h Sábado - 6:30h às 17h

Horário de atendimento

Veja os horários das nossas unidades clicando aqui

Dúvidas Frequentes

Imagem

  • A Ultrassonografia obstétrica pode ser gravada?

    Sim.

  • É necessário utilizar roupa especial para exames de imagem?

    É importante observar que alguma parte da roupa sobre a região estudada pode interferir diretamente no resultado, gerando falsas imagens (artefatos). O Labchecap fornece vestes adequadas para a realização dos exames de imagem, para maior conforto dos pacientes e para evitar que, eventualmente, alguma substância utilizada durante o exame (contraste por exemplo) possa danificar as roupas. Ressalta-se que os profissionais que realizam exames de imagem utilizam aventais, que contêm uma camada de chumbo. Isto é feito para proteção destes profissionais, que estão diariamente expostos a pequenas doses de radiação.

  • É utilizado contraste no ultrassom?

    Na grande maioria das vezes não é necessário. Recentemente foram desenvolvidos meios de contraste específicos para o ultrassom. Entretanto, sua utilização é muito restrita. Cada caso é analisado por médicos que decidem se há necessidade da utilização dos meios de contraste.

  • Existe acompanhamento médico na realização do exame de ressonância magnética?

    O exame é realizado por um técnico/biomédico, mas temos médicos de plantão.

  • Marcapasso cardíaco, DIU, aparelho dentário e próteses atrapalham o exame de Ressonância Magnética?

    A ressonância magnética utiliza um campo magnético potente que pode interferir no funcionamento de marcapassos. Então, para a segurança do próprio cliente, é proibida a realização de exames de RM em clientes com marcapasso. Também é recomendado não realizar exames de RM em pacientes operados de aneurisma, que possuam “clips” potencialmente ferromagnéticos, e com próteses auditivas fixas. Pessoas com marcapasso cardíaco ou bombas de demanda eletromagnéticas, tipo bomba de insulina subcutânea, deve se aproximar de um equipamento de ressonância magnética. Os aparelhos dentários, “stents”, DIUs ou outras próteses articulares interferem na realização de exames de imagem se estiverem muito próximos da região estudada. Entretanto, o radiologista responsável pelo atendimento pode avaliar cada caso para julgar se esses objetos de metal que não podem ser retirados do corpo dos pacientes atrapalharão a realização ou a análise do exame.

  • O que é contraste?

    Meio de contraste é uma substância utilizada em exames de diagnóstico por imagem para contrastação de partes do organismo. Torna possível analisar em detalhes as regiões do organismo interessam ao médico que solicitou o exame. Os meios de contraste podem ser administrados via oral, intra-venosa,  uretral, retal etc. A escolha da melhor forma de administração depende do exame solicitado e da região de interesse. Os meios de contraste são utilizados em exames radiológicos, tomografia computadorizada, ressonância magnética e mais recentemente em ultrassons. Cada caso é analisado por médicos que decidem se há necessidade ou não de utilização dos meios de contraste.

  • Por que é importante trazer o exame anterior?

    O radiologista utiliza os exames anteriores para comparação com os resultados atuais e elaboração de um laudo mais completo, que pode fornecer informações referentes à evolução de alguma doença. Por outro lado, se, no exame atual, surgir alguma alteração, é possível a comparação com exames anteriores para confirmar a agressividade do processo. A análise conjunta dos exames anteriores com os atuais complementa o estudo do caso pelo radiologista. Quando os exames anteriores não são apresentados no dia da realização do exame, o radiologista pode solicitar que os mesmos sejam enviados para análise comparativa posteriormente.

  • Prótese Mamária interfere na mamografia?

    Não diretamente. A alta densidade do silicone pode, eventualmente, sobrepor-se a alguma lesão mamária, impedindo o seu diagnóstico. Porém, essa possibilidade é remota e sempre é analisada pelo médico que solicitou o exame.

     

Responsável Técnico de Laboratório: Dr. Josemar Fonseca Silva – CRF 1290

Responsável Técnico de Imagem: Dr. Lucas da Gama Lobo – CRM 16202