Call Center

Distrito Federal 4020 8880
Salvador e Região Metropolitana (71) 3345 8200
Feira de Santana 4020 8880
Alagoinhas 0800 071 8200
Seg à Sex - 6h às 19h Sábado - 6h às 17h

Blog

Saúde

Meningite: conheça os sintomas, tratamento e formas de prevenção da doença

03 de setembro0 Comentários

A meningite é uma doença grave, que se caracteriza pela infecção das membranas que revestem a medula espinhal e o cérebro, atingindo o sistema nervoso central.   É causada por agentes infecciosos e pode acometer adultos e crianças.

O tipo mais comum da doença é o viral, mas também há ocorrência de meningites bacteriana (considerada mais grave) ou causada por fungos. O tratamento ocorre com a pessoa internada e pode variar com o agente etiológico.

A meningite é transmitida pelo contato entre as pessoas e pela via fecal-oral. Os principais sintomas da doença incluem febre, dor de cabeça, enjoos e vômito, rigidez de nuca, e em alguns casos pode ocorrer manchas vermelhas na pele e fotofobia.

Dados da meningite em 2018

Entre os meses de janeiro e junho de 2018, a Bahia registrou 159 casos da doença e 28 óbitos.  No mesmo período do ano passado, o estado notificou e 213 casos e 24 óbitos.

A vacinação é maneira mais segura de proteção contra a meningite

Algumas vacinas contra meningite fazem parte do calendário básico de vacinação do brasileiro. Elas são eficazes e garantem uma proteção prolongada.

Na rede pública, é disponibilizada a imunização para o meningococo do tipo C.  Já nas clínicas particulares, como o Seimi Labchecap, além do tipo C, há a vacina meningocócica contra o tipo B e a meningocócica conjugada ACWY, que protege contra os quatro grupos. Saiba a diferença entre elas:

Meningocócica C conjugada: pode ser administrada a partir do segundo mês de vida, com duas doses no primeiro ano, um reforço no segundo ano, entre 12 e 15 meses. É recomendada uma dose de reforço entre os 5 e 6 anos de idade e outra na adolescência.

Meningocócia B: pode ser administrada a partir do segundo mês de vida, com três doses no primeiro ano e uma dose reforço entre os 12 e 15 meses.  Em crianças,  adolescentes e adultos de até 50 anos que não foram vacinados antes é recomendada a aplicação de duas doses, com intervalor de um mês.

Meningocócica conjugada A,C,W,Y: utilizada a partir dos dois meses de vida, com esquema de duas doses e reforço entre 12 e 15 meses. Recomenda-se reforços aos 5 anos e 11 anos de idade. Para adolescentes e adultos, dose única, com um reforço após 5 anos da data de aplicação, considerando a situação epidemiológica do local.

 

Conte com o Seimi Labchecap para cuidar da sua saúde. Conheça a nossas unidades e escolha a mais próxima de você

Você também pode ser interessar por:

Notícias

Labchecap apoia a 4ª Corrida Colorida do Martagão Gesteira

10 de abril0 Comentários

O Labchecap é um dos apoiadores da 4ª Corrida Colorida do Hospital Martagão Gesteira, que acontecerá no dia 28 de abril, em Salvador.

A iniciativa conta com circuito com extensão de 4 km. Além de promover um momento recreativo para família, tem sua renda integralmente revertida para o Martagão Gesteira, um hospital filantrópico que atende mais de 80 mil crianças de todo o território baiano.

Cada participante receberá um kit composto por camisa do evento, uma sacola e pó colorido.

Os interessados poderão se inscrever através do site da Central da Corrida, na lojinha do Martagão ou no piso L2 do Salvador Shopping. A inscrição custa R$80. Idosos a partir dos 60 anos e crianças até 12 anos têm direito à meia-entrada.

Confira a programação:

Data: 28/04/2019
Inscrição: Central da Corrida, Lojinha do Martagão e Salvador Shopping
Largada: Jardim de Alah (estacionamento após o coqueiral)
Horário: 07h30

Notícias

Dia Mundial da Saúde: uma data para conscientização

05 de abril0 Comentários

Discutir sobre um tema é um importante passo para a transformação de uma realidade ou situação. É por isso que todos os anos, no dia 7 de abril, o mundo discute uma mesma pauta: saúde.

O Dia Mundial da Saúde é uma data celebrada para discutir o tema. É uma oportunidade de dar mais visibilidade a problemas e realidades associadas à saúde e chamar a atenção para a importância da prevenção.

Pensando nisso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece, todos os anos, algumas metas prioritárias para a Saúde, que são discutidas globalmente. Para 2019, a Organização estabeleceu algumas prioridades, como a discussão e combate à:

  • Poluição ambiental e às mudanças climáticas;
       
  • Doenças crônicas não transmissíveis – como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares;
    •    
  • Pandemia de gripe;
      •    
  • Resistência à vacina – o movimento antivacinal que vem surgindo no mundo representa um risco para a saúde;
        
  • Resistência antimicrobiana – resistência dos micróbios e bactérias a antibióticos e antiflamatórios devido ao uso indiscriminado desse tipo de medicamento; e
       
  • Infecções transmissíveis, como o ebola, a dengue, a gripe e o HIV.

As metas da OMS ainda preveem a discussão sobre os desafios de saúde pública, como o fortalecimento da assistência à saúde na atenção primária.

A prevenção deve ser o seu principal aliado. Consulte o seu médico e conte com o Labchecap para cuidar da sua saúde. Conheça nossos serviços de laboratório, imagem e vacina.

Responsável Técnico de Laboratório: Dr. Josemar Fonseca Silva – CRF 1290

Responsável Técnico de Imagem: Dr. Lucas da Gama Lobo – CRM 16202